Psyllium para que serve ?

É um tipo de fibra que ajuda no controle do apetite, fazendo com que nosso corpo tenha diminuição da absorção de gorduras e colesterol. Tem sido usada há anos como um laxante eficaz e seguro, pois é rico em fibras e mucilagem. As fibras são importantes para uma boa saúde do nosso intestino. Ajudam na manutenção de uma flora intestinal equilibrada e de um trânsito intestinal adequado. O Psyllium é 100% de origem vegetal e tem um grande poder de reter água e gordura, interferindo na absorção destas. Por isso, é um grande aliado para quem está em busca do emagrecimento.

/

Quais os benefícios do Psyllium?

A ação do Psyllium em âmbito intestinal está ligada às moléculas de carboidratos, gorduras e açúcares pois o psyllium os “envolve” formando um gel denso, e o organismo atua puxando este alimento para baixo, ou seja, forçando sua eliminação através das fezes. As fibras do alimento também podem desacelerar a absorção de carboidratos e diminuir os níveis de açúcar no sangue que ocorre após as refeições.

Importante: deve-se elevar o consumo de líquidos durante o uso de Psyllium.

Como tomar Psyllium?

Psyllium é mais eficaz se consumido entre as refeições, sendo melhor assimilado antes de dormir ou como primeira refeição pela manhã, no lugar do café da manhã. 

Uma recomendação genérica de consumo seria de 10 a 20g (1 a 2 colheres de sopa cheias) ao dia para adultos e metade da dose para crianças de até 12 anos. No entanto, recomenda-se consultar um médico ou nutricionista antes de fazer alterações na sua dieta.

Qual a sugestão de consumo do Psyllium?

As fibras de Psyllium podem ser adicionadas a um copo de água, suco de frutas, a sopas, massas de pães, bolos e iogurte. Se misturar a líquidos ingerir imediatamente!

Após a abertura, mantenha a embalagem bem fechada e consuma de preferência em até 30 dias. Armazene em recipiente com tampa em local fresco e seco.

Não contém glúten.

Agora que você já conhece os benefícios pode estar comprando em nossa loja clicando aqui .

gestação e alimentação

Gestação e Alimentação

Gestação e Alimentação

Gestação não é a época para fazer dietas e nem perder peso, mas não significa comer em excesso.

A gestação é um período muito especial e particular na vida de uma mulher. Para nos auxiliar sobre as necessidades nutricionais das gestantes convidamos aqui o Dr. Marcelo Arantes.
A gestação não é época para fazer dietas restritivas e nem pensar em perder peso, mas também não significa comer em excesso ou “comer por dois”.
A perda ou o excesso de peso nessa fase pode trazer prejuízos tanto para a saúde da criança quanto da mãe.  Confira os principais nutrientes a serem consumidos em todas as fases da gestação.

  •  Primeiro trimestre: Ácido fólico (ou vitamina B9). Sua ingestão previne defeitos na formação do tubo neural do feto (estrutura que dará origem ao cérebro e à medula espinhal).
  • Segundo trimestre: Vitamina C – ela age na formação do colágeno, que compõe pele, vasos sanguíneos, ossos e cartilagem. Magnésio – o mineral favorece a formação e o crescimento dos tecidos do corpo. Vitamina B6 – importante para o crescimento e o ganho de peso do feto. Também auxilia na prevenção da depressão pós-parto. Ferro – é essencial na produção de hemoglobina, proteína responsável pelo transporte de oxigênio pelo sangue.
  •  Terceiro trimestre: Cálcio – por conta de seu papel na formação óssea do bebê, o mineral é nutriente obrigatório na dieta da futura mãe, além de auxiliar a produção de leite após o parto. Uma dica: evite consumir fontes de ferro e cálcio juntas, como carne e leite, pois um nutriente atrapalha a absorção do outro.

Caso tenha alguma dúvida consulte o seu médico.

pão low carb

Receita da Nutri: Pão Low Carb

Receita da Nutri: Pão Low Carb

Hoje nosso blog tem o maior prazer em apresentar as futuras nutricionista Heloísa Portilho e Nicole Biangulo do IG @nutrisemandamento com essa super receita de pão low carb.
O Pão Low Carb é uma excelente opção para aquelas pessoas que não conseguem viver sem o seu pão diário, porém essa versão não contém glúten, lactose e óleo.
Vamos à receita do Pão Low Carb?
Ingrediente:

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de farinha de amêndoas
  • 5 colheres de sopa de água
  • 6 amêndoas picadas
  • sal a gosto
  • 2 colheres de café de fermento em pó

Preparo:
Misture todos os ingredientes com ajuda de uma colher mesmo, deixando o fermento e as castanhas por último ( as castanhas misturamos na massa).
Despeje a massa em uma forma adequada (prefira as de silicone, pois não há necessidade de untar) e leve ao forno médio pré-aquecido por 30 min.
Fácil e prático o pão low carb é uma ótima opção para café da manhâ e lanches. Além disso é leve e fica uma delícia.
A dieta Low Carb e suas receitas auxiiam na redução do apetite, aceleram o processo de emagrecimento, baixam o nível de triglicerídeos no sangue, melhora os níveis do HDL, reduz os níveis de gilcose e insulina no sangue dentre outros benefícios.
Todos os ingrediente você encontra aqui em nossa loja. Venha nos fazer uma visita!

Será o suco de frutas o novo vilão das dietas?

A Polêmica do Suco de Frutas

Suco de frutas: novo vilão das dietas?

Será o suco de frutas o novo vilão da alimentação saudável? O Dr. Diego Dias, médico do esporte, nos esclarece sobre assunto.
“Recentemente, a divulgação de um vídeo na internet trouxe uma polêmica a cerca de que o consumo de suco de frutas poderia gerar cirrose hepática.
Vamos tentar entender um pouco mais disso:
As frutas contêm como parte de seus nutrientes a frutose, um monossacarídeo (carboidrato simples). É certo que o excesso de carboidratos na dieta podem trazer uma elevada quantidade de calorias e isso será armazenado em nosso organismo  através da formação de gordura.
A extrapolação de que suco de frutas pode levar a cirrose hepática por meio de esteatose hepática acaba sendo um desestímulo ao consumo de tais alimentos.
UM TOTAL DESSERVIÇO À SOCIEDADE.
É importante lembrar que uma dieta equilibrada é sempre a melhor escolha. Frutas in natura devem ser consumidas e de preferência em sua forma natural e não como suco devido a maior consumo de calorias. As frutas fazem parte de uma alimentação balanceada e saudável.
Exemplo prático: você pode se saciar comendo uma laranja e, no suco, você já parou pra pensar em quantas laranjas são utilizadas para fazê-lo?”
Fiquem atentos pessoal, extremismos não funcionam em nada nessa vida. Comer frutas é bem mais saudável que beber suco.
A fruta apresenta mais fibras alimentares, seja pela casca ou bagaço, o que garante mais saciedade, boa saúde intestinal e melhor controle glicêmico e de colesterol.
Fica a dica: se você ama de paixão o suco, adicione uma fibra como chia, farinha de linhaça e outras para balancear e promover mais saciedade.
Lembrando que suco é alimento e não é água. Beba muita água ao longo do seu dia e use os sucos à seu favor e de uma maneira inteligente.

outubro rosa

Alimentos e Câncer de Mama

Outubro Rosa: Os alimentos que previnem câncer de mama

A Salute sempre acredita que a prevenção é o melhor remédio e que os alimentos podem trazer muito mais benefícios do que se imagina.
Aproveitamos o mês de outubro, mundialmente conhecido como “Outubro Rosa” para apresentar a vocês alguns alimentos que previnem o câncer de mama.

  1. Ômega 3: auxilia a reduzir o mau colesterol e elevar o nível do bom colesterol. O colesterol elevado é um fator de risco importante para o surgimento do câncer de mama além de doenças cardiovasculares.
  2. Cereais integrais ( quinoa, aveia,linhaça, chia): ricos em ácidos graxos poli-insaturados que reduzem o LDL. Possuem fibras que reduzem a absorção de gordura, eliminam toxinas e melhoram o trânsito intestinal. O acúmulo de radicais livres causam danos celulares que levam ao câncer.
  3. Frutas Vermelhas (cranberry, morango, gojiberry, amora, framboesa): excelente fonte de antioxidantes que eliminam os radicais livres. O consumo de frutas vermelhas é uma recomendação da Organização Mundial de Saúde.
  4. Azeite de Oliva: vários estudos comprovam que as dietas mediterrâneas com consumo diário de pelo menos 4 colheres de azeite de oliva é super eficaz na prevenção do câncer de mama.

Infelizmente as estatísticas mostram que milhares de mulheres ao redor do mundo são diagnosticadas com câncer de mama.
A prevenção é o passo mais importante no combate ao câncer de mama e esses não são os únicos alimentos que auxiliam as pessoas nessa luta.
Ainda não conhecemos ao certo todos os fatores que desencadeiam o câncer de mama, mas sabemos  que a alimentação desempenha um papel importante tanto na prevenção quanto na promoção da doença.
Pensando nessa luta a Salute estará dando 30{0f0c6236818577b233c3dc8be170dde4c77ab0460c366bd7ab2ff956a9e4b432} de desconto nos alimentos citados acima para quem tirar um print ou mostrar a foto do Instagram “Previna-se com Salute” em homenagem ao “Outubro Rosa” e a fim de propagar saúde através da alimentação.
Cuide-se, ame-se, previna-se e conte conosco para uma vida saudável.

Água com gás pode ou não pode?

Água com gás, pode ou não pode?

A água com gás é uma bebida que gera muitas dúvidas com relação ao seu consumo. É uma alternativa aos refrigerantes cheios de açúcar e não substitui a água mineral.
A nutricionista Lorrayne Diniz preparou um texto e esclarece muitas das dúvidas que temos sobre a água com gás.
“Uma dúvida constante nos consultórios das nutricionistas é “água  com gás, pode?”. Primeiro precisamos entender qual a composição da água gaseificada e quais são os seus efeitos no nosso organismo.
A água gaseificada sofre um tratamento e adicionamento de dióxido de carbono sob pressão ao líquido.
Quando ingerido, esse gás pode causar desconforto gástrico e dilatação do estômago. Por isso, não é aconselhável que a água com gás seja a única fonte de hidratação durante o dia.
Por outro lado, ao acrescentar suco puro de limão a este tipo de água, pode ser de grande ajuda para aquelas pessoas que possuem o péssimo hábito de tomar refrigerantes. Por causar sensação de saciedade ao nosso corpo, a água gaseificada pode ser consumida para diminuir o volume da refeição, tornando-se uma boa estratégia para as pessoas que querem perder peso!
Neste caso, o ideal é saber dosar a quantidade correta de água gaseificada consumida por dia.
Recomenda-se o consumo de 1 a 2 copos ao dia e o restante da ingestão hídrica deve ser proveniente de água sem gás.”
 
Quem  resiste a eferverscência das bolhas em um copo de água com gás  bem gelado, não é mesmo?
Então pessoal, de acordo com a nutri a água com gás pode ser adicionada ao seu dia- a -dia.  Além de auxiliar a reduzir o volume das refeições a água com gás torna-se uma poderosa aliada nos processos de reeducação alimentar, pois não contém açucares e há algumas no mercado em que são acrescidos aromas e sabores, uma delícia.
Mesmo assim, a orientação de um(a) nutricionista é muito importante para adequar a ingestão de água com gás à sua rotina alimentar diária, lembrando sempre que a água natural é a melhor forma de hidratação que nosso corpo necessita.